10 maio 2015

[ Resenha ] Amante Eterno - J. R. Ward



               Olá Pessoal!
               Tudo Bem? Espero que esteja tudo bem.
               Hoje eu trago a resenha do segundo livro da série Irmandade da Adaga Negra – Amante Eterno da autora J. R. Ward publicado pela Editora Universo dos Livros.
               Venha conhecer minha opinião.


          " Somos de espécies diferentes, só isso. Não sou uma aberração... Sou apenas diferente."                                                                                                ( Rhage - pág. 176 )  
            
      
  
      . Dados Sobre o Livro:



                - Título Original: Lover Eternal
                - Autora: J. R. Ward 
                - Editora: Universo dos Livros
                - Série: Irmandade da Adaga Negra
                - 1º Edição
                - Ano: 2011
                - 448 Páginas
                - Tradução de: Jacqueline Valpassos
  

        . Sinopse:

             Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra. 
            Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o num perigo para todos à sua volta. 
            Mary Luce, uma sobrevivente de muitas adversidades, entra de maneira involuntária no universo dos vampiros, contando apenas com a proteção de Rhage. Concentrada em combater a sua própria maldição, potencialmente mortal, Mary não está buscando o amor e perdeu sua fé em milagres tempos atrás. 
            Mas quando a intensa atração animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que Mary precisa ser sua e de mais ninguém. E enquanto os inimigos fecham o cerco, Mary luta desesperadamente para alcançar a vida eterna com aquele que ama...

                                                         (  Mary  Luce e Rhage - Desenho de Anyae )


    " - Posso tocar isso? - perguntou ela.
       - Tocar o quê?
       - A tatuagem. Eu gostaria de... tocá - la."                                                                                                     ( Mary e Rhage - pág. 223 )


      

                                                                                Emocionante!
 
            Fiquei totalmente emocionada com a leitura. A história deixou meu o coração batendo mais forte e tudo que eu dizer desse livro será pouco, pois achei maravilhoso do início ao fim.
           Amante Eterno vem trazendo muitas novidades dentro da Irmandade da Adaga Negra, novos personagens chegaram para aumentar a adrenalina da trama e as emoções ficaram a flor da pele.
          Rhage ou simplesmente Hollywood como os irmãos costumam chamá-lo, é o guerreiro considerado o mais forte da irmandade. Após sua transição, Rhage foi imprudente e acabou sendo amaldiçoado por muitos anos com uma criatura em formato de dragão dentro de si e a única maneira de controlar essa fera, é gastando muita energia.
          No livro anterior, Amante Sombrio, Rhage mostrou um pouco sobre a sua maldição e neste volume, ele mostra com mais profundidade esse lado sombrio. Confesso que fiquei com raiva da Virgem Escriba quando descobri o motivo da maldição. Acho-a bastante autoritária e em relação à Rhage foi muito rigorosa, fiquei com um aperto no coração e sinceramente ela ainda não me conquistou.
          Mary Luce é uma humana que trabalha em um escritório de advocacia e também é voluntária em um serviço que ajuda a prevenção aos suicídios. Depois de ter sofrido com uma doença terrível, Mary tornou-se uma pessoa muito temerosa com a sua realidade em ter uma recaída e ter que enfrentar novamente um doloroso tratamento.
          Rhage e Mary se conheceram de forma involuntária, quando Mary torna-se interprete do jovem John Matthew no centro de treinamento da Irmandade. Mary sem imaginar que está entrando no mundo dos vampiros, se depara com Rhage completamente debilitado após uma luta com os redutores, que por sinal estão mais organizados neste volume. Rhage fica totalmente encantado por Mary, principalmente depois que descobre que o cheiro e a voz dela tornam-se um bálsamo para sua recuperação.
         O casal é espetacular, mostraram um lado vulnerável, com medos que precisava ser superados, mas foram dispostos a buscar forças, lutar muito e fazer tudo um pelo outro.
        Para finalizar, Zsadist, Phury e Butch ganharam uma participação mais forte neste livro, o que permite conhecê-los melhor. Estou curiosíssima com o próximo livro. Acho que o romance promete, por causa dos últimos acontecimentos com Bella, amiga de Mary e Zsadist por ser o guerreiro mais obscuro do grupo, despertou minha curiosidade.
       Não vejo à hora de obter mais informações sobre Zsadist e saber os motivos dele odiar tudo com tanta força.
       Bom... O livro é cheio de sentimentos e acho que é uma leitura válida, principalmente se é fã de romance sobrenatural.


                                     

                                                           Próximo livro da série: Amante Desperto

        
      . Leia também: 
       - Amante Sombrio

           Já leu Amante Eterno?
        Então me conta o que achou dele. Vou adorar ler seu comentário.

  
 renata massa