27 maio 2015

[ Resenha ] Doce Vampira | Ju Lund

       Olá, tudo bem?
       Espero que a reposta seja positiva.
       Já fizeram suas preces? Ótimo!
        Então... Hoje eu trago a resenha do livro Doce Vampira escrito pela autora Ju Lund publicado pela Editora AVEC




" O problema não é ser diferente; na verdade, a questão toda está na cabeça fechada de algumas pessoas. Desde quando ser diferente é ruim?"
                              ( Duda - capítulo I )



   

  . Dados Sobre o Livro:

      - Autora: Ju Lund
      - Editora: AVEC
      - 1º Edição
      - Ano: 2015
      - 197 Páginas
      - Formato: EBook
      - Tamanho do Arquivo: 463 KB

      - Onde Comprar: Amazon

 
    . Sinopse:

      UM ROMANCE QUEER CHICK.
      Os vampiros se revelaram ao mundo, mas ainda sofrem muitas desconfianças dos humanos. Apaixonadas Duda e Esther precisam lidar com todos os tipos de discriminação por serem de raças diferentes e ambas do mesmo sexo. 
      Será que o amor delas sobreviverá a segredos e ao fanatismo? Descubra nesse romance com toques de drama e mistério. Entre de cabeça no universo fantástico criado pela escritora Ju Lund.
 


" ...Nunca imaginei que seria abençoada com o fato de amar e ser amada."
                                ( Duda - Capítulo II ) 



                                                           
 Formidável!

       Mais um livro nacional que simplesmente classifiquei como formidável.
       Quando dei o início na leitura de “Doce Vampira”, tinha a idéia que iria quebrar mais alguns Tabus por se tratar de um romance Queer Chick.
       Apesar de já ter lido algumas histórias com casais homossexuais, este foi o primeiro livro que li, onde o casal é feminino e não masculino como a maioria dos livros.
       Em Doce Vampira, vivemos em um mundo onde vampiros e humanos convivem de forma serena, com direitos adquiridos pela sociedade. Mesmo tendo todos esses direitos, os vampiros ainda sofrem discriminações por pessoas preconceituosas e religiosas que acham que os vampiros são criaturas demoníacas.
       O livro começa com Duda, uma garota comum que possui uma família conservadora, esperando a chegada de Esther, na frente de uma biblioteca da cidade. Em um pequeno flashback, Duda mostra como foi obrigada a mudar de escola por causa da insistência da mãe, em achar que estaria preparando melhor a sua filha para o vestibular. Apesar de ser novata no colégio, Duda percebe que há outra aluna novata, uma vampira com o nome de Esther.
       Diferente dos outros estudantes, Esther logo faz amizade com Duda e mesmo sendo um pouco diferente, na personalidade, elas começam ter a sensação que uma completava a outra.
      Rapidamente essa sensação tornou-se amor e Duda tomou coragem de declarar para Esther, que por sua vez, revelou que também tinha o mesmo sentimento por Duda.
      Durante o passar dos dias, os alunos começam a perceber que existe algo á mais que uma amizade entre Esther e Eduarda e com boates rondando pelo colégio, logo, chegam aos ouvidos da família de Duda, que por fim, a proíbem de ver Esther.
      Entretanto, Esther mostra que está disposta a lutar por Duda e através de um bilhete Duda propõe para Esther que as duas fujam para viver seu amor. Assim, voltamos para frente da biblioteca com Esther chegando para buscar Duda e levando- a para sua casa.
      Passando a conviver com a família de Esther provisoriamente, Duda começa perceber, pela primeira vez, que não sabe nada sobre Esther e nota que existe algumas diferenças entre as raças.
Até que Esther resolve explicar para Duda que ela precisa se transformar em uma vampira para melhorar a conviver delas, deixando Duda desconfortável e confusa com a situação de torna-se vampira, para viver seu amor com Esther ou permanecer humana e retornar a casa dos pais.
       Confesso que fui surpreendida em cada página lida, pois a leitura fluiu agradavelmente na narrativa de Eduarda, que mostrou detalhadamente uma história cheia de fantasia, mistério, conflitos conservadores e religiosos entre humanos e vampiros.
      A autora Ju Lund, foi totalmente inovadora, deixando várias criticas contra o preconceito de forma extremamente tranquila, que infelizmente ainda está inserido na nossa sociedade.
      O desfecho foi espantoso e todas as minhas expectativas foram superadas, ao ponto de desejar o livro em formato impresso, pois li em formato de ebook. Espero sinceramente que a Ju tenha o propósito de dar continuidade para a história por que terminei o livro com vontade de obter mais algumas páginas.
      Indico Doce Vampira a todos os leitores que gostam de aventuras românticas, com vários toques de mistérios e idéias elegantemente enriquecedora.


Livro fornecido gentilmente pela autora.



 
     . Sobre a Autora: 

         Ju Lund é amante das artes. A gaúcha nascida em Pelotas é técnica em Turismo e Hotelaria. Graduanda em Artes Visuais Licenciatura é editora e fundadora de um portal de incentivo à literatura. Apaixonada por seus três gatos e mãe do Joan, “transforma seus melhores sonhos e piores pesadelos em contos e romances”.

       Já Leu Doce Vampira?
        Então me conta o que achou dele. Vou adorar ler seu comentário.