13 julho 2015

[ Resenha ] Rio - Zona de Guerra - Leo Lopes

       Olá tudo bem?
       Espero que esteja tudo bem.

       Hoje eu trago a resenha do  livro Rio - Zona de Guerra, escrito pelo autor Leo Lopes publicado pela Editora AVEC.

       Venha e conheça minha opinião sobre ele.


  

As ruas estavam desertas àquela hora. Todos sabiam que era suicídio andar sozinho pela Zona de Guerra depois das oito horas da noite."

   

 . Dados Sobre os Livros:

     - Autor: Leo Lopes
     - Editora: Avec
     - 1º Edição
     - Ano: 2014
     - Tamanho do Arquivo: 1168 KB


   . Sinopse:

      Em um futuro próximo, as desigualdades sociais e econômicas chegaram a níveis tão alarmantes que o Estado não tem condições de manter a ordem e garantir a segurança pública.
Todo o poder é concentrado nas mãos de megacorporações multinacionais que criam e impõem as leis por meio de suas milícias particulares, chamadas Polícias Corporativas.
No Rio de Janeiro, a Fronteira, uma muralha intransponível que cerca a Barra da Tijuca e o Recreio dos Bandeirantes, protege os interesses das megacorporações, relegando os habitantes dos demais bairros a uma vida sem lei em um território dominado pelas gangues.
Tudo pode acontecer quando o assassinato de uma prostituta no edifício de uma megacorporação leva um detetive particular a voltar para a Barra da Tijuca após anos de exílio no que todos se acostumaram chamar de Zona de Guerra




Ficção policial situada no Rio de Janeiro do futuro. Recomendado para jovens adultos e adultos por sua linguagem e conteúdo sexual.
“Em um futuro próximo, as desigualdades sociais e econômicas chegaram a níveis tão alarmantes que o Estado não tem condições de manter a ordem e garantir a segurança pública.
Todo o poder é concentrado nas mãos de megacorporações multinacionais que criam e impõem as leis por meio de suas milícias particulares, chamadas Polícias Corporativas.No Rio de Janeiro, a Fronteira, uma muralha intransponível que cerca a Barra da Tijuca e o Recreio dos Bandeirantes, protege os interesses das megacorporações, relegando os habitantes dos demais bairros a uma vida sem lei em um território dominado pelas gangues.Tudo pode acontecer quando o assassinato de uma prostituta no edifício de uma megacorporação leva um detetive particular a voltar para a Barra da Tijuca após anos de exílio no que todos se acostumaram chamar de Zona de Guerra.”
- See more at: http://aveceditora.com.br/livros/rio-zona-de-guerra/#sthash.ZhHgWYB7.dpuf




                                                                            Distopia Brasileira

        O que posso dizer sobre Rio: Zona de Guerra é um livro que realmente superou minhas expectativas, pois foi uma leitura desafiadora, porque é a primeira vez que leio uma distopia totalmente brasileira.
        Escrito pelo autor Leo Lopes, Rio: Zona de Guerra conta que no futuro, o estado do Rio de Janeiro, foi dividido em duas partes, com uma enorme muralha chamada “ A Fronteira”, que consistia em separar os ricos dos pobres e marginalizados.
       Como o estado do Rio de Janeiro não conseguiu mais manter a ordem e oferecer segurança para os ricos, eles cercaram a Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes com a Muralha e passaram a serem protegidos com segurança privada com policiais corporativos. Enquanto os pobres sobreviviam fora da Fronteira, convivendo com a total falta de abandono e várias guerras entre gangues.
       Após um assassinato em um edifício dentro da muralha, o detetive Carlos Freitas que também já foi um policial da corporação e mora na Zona de Guerra, foi contratado para investigar o assassinato sem imaginar que estava mudando sua vida novamente.
       O cenário é descrito detalhadamente e a história têm várias reviravoltas com bastante ação. Os personagens são marcantes, principalmente o detetive Freitas que foi surpreendente com a investigação e quando desvendou o assassinato.
       É um livro que recomendo e pretendo ter na minha estante, já que li em e-book. Indico o livro para quem é fã de distopia e também do gênero policial, pois tenho certeza que a história irá prender o leitor da primeira a última página.






   . Book Trailer: 





   . Sobre o Autor:
 

   Leo Lopes nasceu em 1975 no Rio de Janeiro, mas morou metade de sua infância em Brasília, capital federal e centro do poder do Brasil.  De volta ao Rio de Janeiro aos 10 anos de idade, teve contato com a literatura de ficção e com os jogos de RPG. As longas horas criando histórias que iria compartilhar com seus companheiros de jogo na Barra da Tijuca e em Jacarepaguá aguçaram uma imaginação que, por natureza, já se encontrava em ebulição.  As diferenças sociais que presenciava quando deixava seu condomínio na Barra da Tijuca em direção a sua primeira faculdade no subúrbio do Rio serviram de inspiração. Foi olhando através das janelas dos ônibus da linha 753 e ouvindo o som cadenciado dos trens que o levavam de Cascadura a Piedade que ele vislumbrou em sua mente as primeiras imagens desta história.  As formações em Comunicação Social e Direito deram o embasamento de que precisava para dar forma ao pensamento crítico que tinha em relação ao abismo social que dividia determinadas partes de sua cidade. O resultado é “Rio: Zona de Guerra”.



     Já leu Rio: Zona de Guerra ?
     Então me conta o que achou dele. Vou adorar ler seu comentário.
 
  



 
 renata massa