28 abril 2016

[ Divulgação ] Livro Infantil Mostra o Cotidiano de Uma Criança na Favela



      Olá Pessoal!
      Tudo bem?
      Espero que esteja tudo bem.
      Dia Mundial da Educação, data instituída como compromisso planetário de fazer com que a Educação alcance todas as pessoas do mundo. Para comemorar a ocasião, a Editora Mundo Mirim apresenta o livro Favela, da autora  Dílvia Ludvichak, com ilustração de Rogério Coelho.
      Venha conferir: 





     Baseado na história do marido, que cresceu em uma favela, a jornalista catarinense Dílvia Ludvichak, escreveu o livro Favela. A obra retrata a trajetória do menino Pepeu. Nascido no Morro do Dendê (Rio de Janeiro) ele é uma criança sagaz e inteligente, que conta seus pensamentos e descobertas, mostrando a importância da formação intelectual e moral de todos, independente da classe social.
     Além de contar um pouco do seu dia a dia, Pepeu também fala sobre acontecimentos históricos de grande valia, como a origem da Favela, por exemplo. De acordo com o personagem, ela surge depois da Guerra de Canudos, época na qual os soldados que voltaram para o Rio de Janeiro ocuparam o Morro da Providência, chamando-o “Morro da Favela”.

    Com linguagem simples e poética, o livro mostra outra visão sobre o viver infantil nas comunidades: sob o olhar lúdico de uma criança, a obra retrata uma vida cheia de aspectos mágicos, na qual a simplicidade não é motivo para deixar de ser feliz. 
    Com muitos desenhos feitos em mosaico (trabalho de Rogério Coelho, ilustrador profissional de vários livros e revistas desde 1997), as gravuras atingem um efeito tridimensional, algo que chama a atenção de um grande público infantil.
    Por fim, pode-se dizer que Dílvia Ludvichak teve uma grande ideia ao abordar em Favela aspectos da realidade das comunidades muitas vezes desconhecidos ao público infantil. Indo além da violência falada nos noticiários, a autora mostra que a vida dentro da favela é muito mais do que o “cinza” visto por quem está de fora.   


  “Empinar pipa na laje,
jogar bola,
brincar de pique-esconde,
pique-bandeira e outras brincadeiras era parte de nosso dia.”

     Sobre a autora: 
     Dílvia Ludvichak nasceu em Lages, um município de Santa Catarina, mas atualmente mora em São Paulo, onde trabalha há mais de vinte anos no mercado editorial. Formou-se em jornalismo, mas sua paixão é a literatura para crianças e jovens. Já lançou alguns livros e, conforme promete, muitos outros já estão em sua cabeça e em seu coração.

    Sobre o ilustrador: 
    Rogério Coelho é um paulista que mora atualmente em Curitiba. Desenha desde pequeno e fez da ilustrações uma companheira pelo resto da vida. Já ilustrou muitos livros e recebeu alguns prêmios, como o Altamente Recomendável, da FNLIJ, e o prêmio Jabuti.


    Gostaram?
    Pretendem adquirir?
    Então conte o que achou dele. Vou adorar ler seu comentário.


 

 renata massa