29 maio 2016

[ Resenha ] Diário de Um Exorcista | Renato Siqueira e Luciano Milici



      Olá Pessoal!
      Tudo bem?
      Espero que esteja tudo bem.
      Hoje eu trago para o clube do medo, a resenha  do livro Diário de Um Exorcista dos autores Renato Siqueira e Luciano Milici, publicado pelo  Selo Generale da Editora Évora.
    Venha e conheça minha opinião.


 “ Vocês não imaginam como isso prejudica quem verdadeiramente trabalha no ofício do Senhor. 
Ainda assim, não os condeno, quem sou eu para isso?
 Acredito que cada um tenha uma razão para fazer o que faz, seja certo ou errado.” 
 ( Padre Lucas Vidal – pág. 08 )




. Dados Sobre o Livro:

- Autores: Renato Siqueira e Luciano Milici
- Editora: Generale
- 1ª Edição
- Ano: 2013
- 226 páginas

- Onde comprar:  Folha | Saraiva | Shoptime | Submarino

. Sinopse:
Desde muito jovem, Lucas é atormentado por inimigos sobrenaturais cruéis e impiedosos. Quando uma tragédia familiar inexplicável abala sua família, o menino desperta para a mais importante e desafiadora missão que um ser humano pode enfrentar: uma luta sem fim contra o inimigo maior do homem e de Deus: o próprio Diabo.
Passada nas décadas de 1950 e 1960, a história (baseada em fatos reais) do padre Lucas Vidal - um dos maiores exorcistas da América Latina - é contada em seus mais aterrorizantes e inacreditáveis detalhes. Do rigoroso e pouco ortodoxo treinamento às mais difíceis batalhas contra demônios, possessos e outras entidades sobrenaturais, a trajetória de Lucas e dos irmãos Biaggio contra seres profanos aterroriza o mais cético dos leitores que vai perceber, aos poucos, que além de as criaturas das trevas ganharem mais força a cada ataque, as mais perigosas têm um objetivo único: destruir os padres exorcistas.

“ O  mal existe, está encarnado e quer destruir a raça humana.” 
( Padre Bórgio Staverve – pág. 18 )


 Leitura Marcante

    Encontrei mais uma leitura marcante para minha estante do terror, pois O Diário de Um Exorcista conseguiu surpreender positivamente, por  apresentar  um terror totalmente nacional, pelo qual eu não esperava.
   O  livro começa com uma pequena introdução do escritor Luciano Milici contando como entrou em contato com o cineasta  e escritor Renato Siqueira para juntos desenvolverem o projeto de adaptar o filme Diário de Um Exorcista para uma versão literária. 
   Saber que a obra é baseada em fatos reais e  que ambos pesquisaram vários casos de exorcismo ocorridos no Brasil, trouxe para leitura uma enorme curiosidade.
   A história inicia-se com Bruno e Renan, dois jovens estudantes de cinema, que estão indo realizar uma entrevista documental para um trabalho de faculdade com o padre Lucas Vidal, para que ele fale sobre exorcismo e possessão.
   Chegando a casa do padre Lucas, reconhecido como um dos bem - sucedidos exorcistas da América Latina e o único padre no Brasil especializado em exorcismo autorizado pelo Vaticano, o padre é convidado pelos jovens a gravar de forma narrativa a história de sua vida, relatando suas experiências com o sobrenatural e assim, o padre também poderia aproveitar a material dos jovens para escrever sua biografia.
   A partir deste momento, o padre Lucas sentado à frente de uma câmera, começa a narra suas histórias, retornando suas lembranças para 1950, quando tinha 12 anos, vivia com seus pais e sua irmã Paula no interior de São Paulo e foi neste período que o padre teve seu primeiro encontro com o mal.
    A leitura é simples e objetiva, consegue desenvolver sem nenhuma dificuldade, embora alguns trechos sejam arrepiantes e pode assustar um pouco os leitores que não tem muito costume de ler histórias de possessão.
    O padre Lucas tem uma narrativa bastante detalhada, mostrando como se tornou sacerdote, seus vários acontecimentos com fenômeno demoníaco e como especializou na parte de exorcismo dentro da igreja católica.   
    O livro acompanha algumas imagens do filme, algumas curiosidades que ocorreu com os autores durante as gravações do filme. Também contém vários Breviários do padre Bórgio Staverve, relatando sobre o exorcismo.
    A capa tem tudo haver com a história, principalmente com o final. A diagramação é simples, mas está impecável.
    Então...  Finalizo minha resenha afirmando que é um livro muito bom mesmo para o gênero terror e suspense nacional. Mostra claramente que os autores nacionais podem criar uma história tão boa quanto às histórias de possessão que contém na literatura estrangeira. Eu recomendo para todos os leitores que gostam de terror.

    
Livro fornecido gentilmente pela  Editora Generale.


“ O mundo agora se encontra na terceira onda de demônios a acessar a Terra. 
Advindos das cidadelas  infernais.
 São chamados de majores.
 Trabalham nas sombras e só se revelam após destruírem famílias.
 Dificultam ao máximo os exorcismos por só serem expulsos pela verdadeira fé.
 Muitas vezes, caminham entre humanos por anos sem que ninguém saiba de sua presença.”
 ( pág. 94 )




    
   . Sinopse do Filme: 

   Quando uma tragédia familiar inexplicável abala sua família, o jovem Lucas Vidal desperta para a desafiadora missão de enfrentar o inimigo maior do homem e de Deus: o próprio Diabo.A história (baseada em fatos reais) do padre Lucas Vidal - um dos maiores exorcistas da América Latina - é contada em aterrorizantes detalhes. Conheça batalha dos padres exorcistas contra esses terríveis seres profanos que crescem em número e poder a cada dia. O mal foi liberto e não se sabe mais quem é humano e quem é demônio. Como poderão, os padres exorcistas, enfrentarem o inconcebível poder das trevas?




 . Trailer do Filme:




    . Sobre os Autores: 

    Luciano Milici é autor de "Diário de um Exorcista" (Generale, 2013), "A Página Perdida de Camões" (Generale, 2012) e "Acaso, Natal e Dados no Retrovisor" (Atlas, 2006), Luciano Milici fala de caos, filosofia, enigmas, acaso e coincidências. Mistura humor, thriller policial e sarcasmo com ficção fantástica e horror. Quando possível, permite que o número 22 apareça em algum detalhe no texto. Nascido no bairro do Ipiranga, em São Paulo, surpreendia os primos com contos de fantasia e terror antes mesmo de saber escrever. Aos seis, aproveitou a ausência dos pais e escreveu seu primeiro conto. A estranha história do "Cavaleiro do Espírito de Prata" foi rabiscada em um português quase indecifrável, na madrugada.
Nesse momento, Luciano está, em algum lugar, criando alguma história. Para saber mais, visite:

    Renato Siqueira é cineasta, escritor e também ator, roteirizou e produziu a sua primeira obra cinematográfica com apenas 14 anos, um curta experimental que acabou recebendo o nome de O retorno. Também nesta mesma época, escreveu seu primeiro livro de suspense que ficou intitulado como Desejo de morte. Aos 17 anos, começou a estudar teatro e teve um contato mais profundo com a arte. Hoje, aos 33 anos, , o cineasta também se especializou em direção para atores, pós-produção, efeitos especiais e edição de VT. Até agora, produziu 14 filmes, sendo eles 11 curtas-metragens, 2 médias-metragens e 1 longa-metragem. Neste ano, Renato Siqueira está finalizando o seu maior e desafiador projeto cinematográfico, o longa-metragem Diário de um exorcista, inspirado no livro. Algumas das suas obras cinematográficas já podem ser encontrados no YouTube, como Laços violados, Estrada sem fim, A cura, e os books trailers A Página perdida de Camões, Apocalipse zumbi 2 - inferno na Terra. Atualmente ele ministra o curso de interpretação para cinema e TV na instituição Senac.

     - Já leu Diário de Um Exorcista?
     - Então me conta o que achou dele. Vou adorar ler seu comentário.