24 junho 2016

[ Resenha ] Atrás do Crime | Cristiane Krumenauer



     Olá pessoal!
     Tudo bem?
     Hoje eu vou deixar minha resenha sobre o livro Atrás do Crime da autora Cristiane Krumenauer publicado pela Giostri Editora.
     Venha e conheça minha opinião.



 “ Os obstáculos da vida, no entanto, ensinaram – lhe o que nenhuma escola ensinaria. 
O mundo era cruel e só os fortes e persistentes sobreviviam.” 
 ( pág. 10 )



. Dados Sobre o Livro:

- Autora: Cristiane Krumenauer
- Editora: Giostri
- 1ª Edição
- Ano: 2016
- 186 páginas

- Onde Comprar: Cia dos Livros

. Sinopse: 

  Ele é possuidor de uma mente impressionante. No crime organizado, planeja todos os caminhos da droga: desde a sua origem, na fronteira, até sua chegada e posterior distribuição em São Paulo. Conhecido também como o Mestre da Logística das Drogas, age e não deixa rastros, a menos que seja isso que deseje. Contudo, chega o dia em que encontra um rival à altura: o agente federal Giorgio está em seu caminho. Ainda assim, é a complexidade da vida que acaba se mostrando mais desafiadora para esses dois homens. Em se tratando de crime, a paixão e o temor podem ser fatais. O crime nunca vem só. Há vida e morte bem atrás dele.


“ Vou analisar cada proposta e seguir o que for melhor para mim. 
Sou só um garoto qualquer, viciado em  computador. 
A diferença entre os outros e eu é que eu aprendo alguma coisa.”   
( pág. 91 )


Uma História Realista

      Quando recebi o livro Atrás do Crime da Cristiane Krumenauer, eu tinha grandes expectativas para conhecer a história com um personagem tão realista que age sem deixar rastros e ao mesmo tempo, tão desafiador para a sociedade.
      A história inicia-se em uma antiga fábrica de embalagens em São Paulo, com Alberto um homem de 33 anos trabalhando como mestre da Logística das Drogas, esperando para ter uma reunião com sua chefe.
     Possuidor de uma mente impressionante Alberto, veio de uma infância miserável e cheia de obstáculos. Ainda garoto descobriu que sua inteligência poderia melhorar a situação que vivia com a sua mãe e seu irmão.
    Mesmo sendo inexperiente, era um observador talentoso e passou observar e ouvir os procedimentos que os alunos mais velhos, que eram envolvidos com venda de drogas dentro da escola, conseguiam dinheiro para adquirir tudo que desejavam.
    Entretanto foi no nono ano do ensino fundamental que Alberto viu que esse dinheiro do trágico era suficiente para pagar um colégio particular para melhorar sua própria educação, ter conforto e ainda ajudar a sua mãe, que passou a fazer vistas grossas diante dos benefícios recebidos.
    Quando estava no quarto semestre de Administração, Alberto soube que sua mãe e seu irmão Alexandre passaram por um momento angustiante com a polícia e querendo dar uma garantia de proteção para eles, Alberto teve a ideia de trabalhar diretamente com o chefe do Juarez, um colombiano que fornecia drogas para Alberto vender. E desta maneira e neste mesmo galpão da fábrica que Alberto conheceu a chefe Giuliana Saletti.
     Enquanto Alberto estava orientando um garoto que vigiava as câmeras de segurança, a Chefe Giuliana chegou à fábrica totalmente angustiada por causa da prisão do seu namorado Gianini que estava nos Estados Unidos.
    Gianini é um italiano mal – humorado, mas experiente por fazer parte da máfia italiana, que Giuliana conheceu na adolescência e a induziu para o mundo do crime. Quando Gianini conheceu a ambiciosa Giuliana, o italiano tinha planos de expandir seus negócios na América e quando a proposta foi aceita pela namorada, a Giuliana tornou-se uma das maiores chefes do tráfico de drogas em São Paulo.
    Com notícia da prisão do Gianini, Alberto ficou um pouco apreensivo a respeito do mafioso ter denunciado  as rotas que usavam para transportar as drogas. Contudo, Giuliana persiste em continuar com o processo da chegada das drogas, mas é surpreendida com um telefonema informando que a mercadoria foi apreendida pelos militares em Tabatinga e Giuliana resolveu manda Alberto entrar em contato com o informante dentro da polícia federal para  garantir que o próximo carregamento não fosse apreendido.
    Enquanto isso, em Porto Alegre, Giorgio um agente da polícia Federal, informava a sua esposa que tinha sido transferido para São Paulo para investigar alguns policias envolvidos em corrupção. Por ser um agente diferenciado e  um dos investigadores que participaram da operação que estava ligada à inteligência nas fronteiras, Giorgio estava indo para São Paulo à pedido do delegado  João Carlos, que não confiava em nenhum dos  seus investigadores, pois sabia que tinha policiais envolvidos com o tráfico de drogas.
    Entretanto Giorgio nem imaginava que ele e sua família já estavam sendo vigiados pelos informantes de Alberto e preparados para dar um susto em  Giorgio para intimidá-lo para não ir para São Paulo.
    Durante a história o leitor encontrará todos os tipos de  corrupção, propina, sequestro relâmpago com vítimas aterrorizadas, empresas de fachadas, apreensão de drogas e lavagem de dinheiro. Enfim assuntos que já estamos acostumados a encontrar nos noticiário da Tv.
    A Cristiane criou um enredo que apresenta vários esquemas criminosos como um verdadeiro quebra cabeça. Cada peça que foi encaixando, vem trazendo todo esclarecimento e o livro termina de forma surpreendente não deixando nenhuma dúvida. 
    Não tem como negar é um livro bem escrito e  maravilhosamente detalhado, que conseguiu prender minha atenção desde a primeira página até a última.
    Além dos personagens principais alguns personagens secundários merecem destaques, um deles é o irmão de Alberto. Alexandre mostrou ser um rapaz  inconsequente que não pensava  no seus atos criminosos. 
    Enquanto Alberto era um verdadeiro profissional do crime usando sua inteligência para planejar o caminho que a droga percorria, Alexandre mostrava um perfil de um assaltante pé de chinelo se transformando em um personagem totalmente diferenciado. O ambicioso Alexandre foi uma revelação na história, trazendo várias reviravoltas e repletas de surpresas.
    A diagramação do livro é simples, porém está impecável. A capa corresponde ao enredo e os capítulos são curtos, o que facilita o desenvolvimento da história.
    Enfim, é um livro que recomendo para todos os leitores que apreciam um romance policial e principalmente nacional. Vale a pena conferir. 




 Livro fornecido gentilmente pela autora.


“ Seja  um fantasma: Você sequer existe. 
Não chame a atenção. 
Você não deve ser sociável.”
 ( pág. 110 )


    . Sobre a Autora:

     Cristiane Krumenauer é romancista, contista e professora de Literatura, com diversos trabalhos publicados em revistas virtuais de graduação e pós-graduação. É formada em Letras pela Unisinos, especialista em Literatura pela UFRGS e mestre em Linguagem, Interação e Processos de Aprendizagem pela Unirriter. Em 2010, representou o Brasil no Congresso de Literatura Ibero-americana, realizado na Universidad San Tomás, em Bogotá, Colômbia, expondo sobre os contos de Machado de Assis. A autora nasceu no interior do Rio Grande do Sul, mas desde crianças, graças à vida profissional do pai, e depois, por causa do marido, que é militar, sempre conheceu diferentes localidades, culturas e estilos de vida, além de aspecto da segurança nacional e internacional, o que inspirou na criação de romances policiais, como Chamas da Noite.
    Visite também o Blog da autora: cristianekrumenauer.blogspot.com.br/

  - Já leu Atrás do Crime?
  - Então me conta o que achou. Vou adorar ler seu comentário.



 renata massa