21 setembro 2016

[ Resenha ] Setembro Nacional 2016 - As Amazonas das Montanhas | Marih Macar





     
     Olá Pessoal!
     Tudo bem?
     Espero que esteja tudo bem.
     Hoje vou deixar minha resenha do livro As Amazonas das Montanhas escrito pela autora Marih Macar e publicado pela MODO Editora.
     Venha conhecer minha opinião:



 “ O coração de Ludmilla disparou.
 Sem muita noção do que acontecia, encontrou-se presa na imensidão cinza dos olhos de Kíria.” 
 ( pág. 20 ) 



. Dados Sobre o Livro:

- Autora: Marih Macar
- Editora: MODO
- 1ª Edição
- Ano: 2013
- 296 Páginas

- Onde comprar: Saraiva  | Travessa
- Adicione no Skoob:  As Amazonas das Montanhas

. Sinopse:

Ela era uma garota da cidade e sempre almejara conhecer as montanhas andinas. No entanto, nunca havia imaginado o quanto sua vida mudaria quando realizasse esse desejo. Na estrada que circundava uma das montanhas da cordilheira, ela sofre um grave acidente e, ao acordar, descobre estar entre mulheres tão misteriosas quanto belas, que não apenas salvaram sua vida como lhe apresentaram um novo mundo, encravado em uma região inóspita e fascinante. Disposta a sentir na pele o que acontecia por ali, a jovem vivencia aventuras incríveis, encontra-se presa a uma paixão avassaladora e, mais que isso, descobre fazer parte de um mundo até então inacreditável, que lhe fez rever sua postura diante de sua existência.



“ Ludmilla, você tem uma missão e deve cumpri-la. 
O caminho percorrido depende  de você, bem como os meios, mas você deve cumprir!
 Considere que você não está aqui por simples acaso! 
  (  pág. 47 )



  Bom!

      A leitura do primeiro livro As Amazonas das Montanhas foi como um complemento pois eu li o segundo livro antes, eu achei bacana conhecer o início da série.
      A história inicia-se com a amazona Kíria correndo para a moradia da Rainha Karina, após ouvir um grito de Ludmilla. Kíria foi verificar como Ludmilla  estava, pois ela foi encontrada caída, machucada e desacordada pela guerreira  em um precipício no meio de uma floresta.
      Ludmilla havia fugido com seu namorado Pablo para os Andes, mas no meio do caminho ficou arrependida e  pediu para Pablo para voltar para cidade. Furioso com a decisão, Pablo agride Ludmilla dentro do carro e resolve jogá-la no precipício.
      Quando Ludmilla acordou em uma comunidade com várias  mulheres, ela descobriu que foi salva pela Kíria e conhecendo a  floresta, a maneira que as amazonas viviam, Ludmilla começou ter a felicidade de sempre procurou.
     Contudo Ludmilla sente a necessidade de voltar para casa, apesar de ter  uma convivência difícil com os pais, ela sabe que eles estão preocupados com ela. Essa decisão deixa Ludmilla um pouco  triste, pois a convivência com a kíria está despertando alguns sentimentos que era desconhecidos por ela.
     Entretanto, Kíria mantém um relacionamento com a guerreira Paola, que percebe  aproximação da Kíria e Ludmilla  e fica totalmente irritada e sentindo-se traída. Mas o que Ludmilla não imaginava que havia despertado uma grande paixão em outra guerreira, a amazona Douxie.
     Particularmente, eu gostei  da história e a forma como a autora Marih criou as amazonas. O enredo é bem construído e as cenas são bem  quentes, por isso  alguns leitores ficarão incomodados. Não irá agradar todos, precisará ter mente aberta para ler este livro.
     Achei a Ludmilla muito mimada e bastante egoísta, isso incomodou um pouco. Em certas situações tomou  algumas decisões erradas, acabou entrando em um triângulo amoroso com  Kíria e Diouxie, duas amazonas que possuem personalidades  fortíssimas, porém o triangulo amoroso ficou um pouco cansativo por causa da personalidade de Ludmilla.
     Durante a leitura do livro, eu fiquei na torcida  pela Diouxie, pois ela mostrou  ser  mais determinada e  realista. A Kíria mostrou ser bondosa e  nobre demais, isso  deixou ela bastante perfeita. Eu prefiro personagens que tenham defeitos  que possam trabalhar durante a trama.
     A diagramação está boa, as folhas são amarelas, acho a capa maravilhosa e o capricho em cada  início de capítulo com ilustrações de árvores deu um destaque ótimo no livro.
     Eu indico essa história para leitores que  apreciam  histórias envolventes e livre de preconceito.

 
Livro fornecido gentilmente  pela autora.


“ Foi então que Ludmilla percebeu: elas eram inimigas. 
Kíria era possessiva e Diouxie ousada. 
Com medo que elas pudessem brigar, puxou a bela pela mão, levando-a para o outro lado da fogueira.”
  ( pág. 203 )


    . Sobre a Autora:

      Nascida em São Paulo, Marih Macar mora hoje no litoral do estado para estar em contato com a natureza e ter uma vida calma, introspectiva. Bacharel em Jornalismo e licenciada em Letras, trabalhou como redatora e revisora de textos  de duas extintas revistas eróticas e como jornalista free-lancer. Escreve desde cedo, mas foi a auto publicação de um romance policial que a impulsionou a dar início a saga das Amazonas das Montanhas, fantasia GLS apimentada, e seguir a carreira de escritora.


    - Já leu As Amazonas das Montanhas?
    - Então conte o que achou dele. Vou adorar  ler seu comentário.



 renata massa