13 setembro 2016

[ Resenha ] Setembro Nacional 2016 - Quando a Selva Sussurra | Coletânea Organizada Pelo Mário Bentes



  
   
    Olá pessoal!
    Tudo bem?
    Espero que esteja tudo bem.
    Hoje eu trago para vocês, a resenha do livro Quando a Selva Sussurra, uma coletânea organizada pelo Mário Bentes e publicada pela Editora Lendari.
    Conheça minha opinião.


 “ Os monstros da mata não conseguiriam  competir com os  homens da cidade.”  
 ( conto Mapinguari Urbano – pág. 13 )



. Dados Sobre o livro:

- Autor: Alcides Saggioro, Andrés Pascal, Attaíde Marttins, Bruna Galvão, Emerson Quaresma, Jan Santos, Lunay Costa, Marcos Brito, Maria Santino, Mário Bentes (organizador), Patrícia Ferreira, Raphael Alves, Rodrigo Ortiz Vinholo, Rossemberg Freitas e Virgínia Allan.
- Editora: Lendari
- Ano:2015
- 1ª Edição
- 184 páginas

- Onde comprar:

- Sinopse:

Muito antes do homem, há o mistério. Em meio à imensidão das florestas, existe algo que vai além dos rios, igapós e das barrancas de terras caídas. Uma chave que brilha em verde-esmeralda e que guarda a entrada da origem de tudo: da copa intransponível das árvores, que quase não permite que o solo úmido veja a luz do Sol, a todo ser vivente que caminha furtivamente pelos meandros dos segredos. Há quem adentre a selva sem pedir permissão e nunca mais retorne. Há quem desista de encará-la quando os ventos trazem o canto invisível do Uirapuru, os passos do Mapinguari ouvidos de muito longe ou mesmo as vozes sem face que sussurram sem dizer uma palavra. E há quem nada saiba sobre ela.
Quando a selva sussurra é uma coletânea de contos baseados em lendas amazônicas. Revisitadas, relidas e reinterpretadas por autores que, como “mateiros” – os homens nativos da região que conhecem como ninguém todas as sinalizações ocultas da floresta –, vão conduzir o leitor à face do inexplorado, ao alcance do mitológico, às estradas perdidas do Eldorado literário onde todas as verdades se apresentam como lendas ainda hoje contadas pela oralidade dos antigos. Histórias que não se perdem quando passadas adiante. E que vão continuar. Porque o mistério permanecerá depois do homem.

“ A cena soturna se completou com um sussurro gelado de Jacira. 
Tão gelado que, enfim, um calafrio alcançou a espinha de Rui.” 
( conto Suidara Maldita  - pág. 79 )



Melhor do Que Eu Esperava!

       Adoro ler contos e quando recebi este livro da Editora Lendari, eu simplesmente fiquei empolgada para  conferir a obra, mas precisava dar prioridades algumas leituras que estava atrasadas e  dessa vez, não abri mão da leitura.
       Todos os contos abordam a nossa cultura nacional, que é tão rica e totalmente criativa, entretanto de forma diferente, no tom mais sombrio.
       No livro Quando a Selva Sussurra o leitor encontrará vinte e dois contos amazônicos com personagens fantásticos que habitam a região norte do Brasil.
       Imagine um homem olhando o reflexo no espelho do banheiro e descobrir que se transformou em um Mapinguari Urbano ou render-se aos encantos da floresta e aliar-se com deuses em busca da árvore dos Cânticos, na tentativa de conhecer os segredos da vida.
       Gostei demais do conto O Mistério dos Corpos Rasgados, onde dois investigadores  estão investigando um terrível assassinato e a lenda do curupira pode está completamente viva  entre os humanos. Outro que destacou bastante entre minhas leituras foi  Filhos de Boto. Por incrível que pareça, o Boto  deu uma  modernizada e  anda deixando herdeiros em festas em uma pequena comunidade.
      Entretanto o conto A Casa 26, é o conto favorito do livro. Nele o leitor encontrará a lenda da Negra Marta Pereira que tinha a companhia de um urubu unípede e carregava um gato preto.  O toque meio macabro que há entre os personagens deixou o conto fantástico.
      Mesmo os contos sendo curtos, todos eles tiveram ótimos desenvolvimentos e despertaram um grande interesse. Realmente fiquei surpreendida com as histórias que encontrei e a leitura foi  melhor do que eu esperava.
      A diagramação está ótima, a capa corresponde e combina perfeitamente com os contos que contem no livro. Eu particularmente adoro livros com ilustrações e encontrar cada conto acompanhado por uma ilustração original,  enriqueceu bastante os mitos e lendas folclóricas da região.
      A coletânea foi organizada por Mário Bentes, as ilustrações foram feitas por Rafael Rodrigues, contudo tenho que parabenizar todos os autores que mostraram seus talentos nas histórias  incríveis que escreveram maravilhosamente.
      Portanto, vale a pena conferir os contos  que contém em Quando a Selva Sussurra, principalmente os leitores que gostam de suspense. Recomendo.


Livro fornecido gentilmente  pela Editora Lendari 

“A sensação de molhado perturbava ainda mais o seu pesadelo já tenebroso.”
 ( conto O Porão do Ataíde – pág. 133 )

       - Já leu Quando a Selva Sussurra?
      - Então conte o que achou dele. Vou adorar ler seu comentário.

 renata massa