26 novembro 2016

[ Resenha ] A Guerra da Água | Harald Welzer



    Olá pessoal!
    Tudo bem?
    Espero que esteja tudo bem.
    Hoje vou deixar minha resenha do livro A Guerra da Água escrito pelo Harald Welzer e publicado pela Geração Editorial.
    Conheça minha opinião.




“ Estes homens se reúnem em bandos de extermínio, longe de suas comunidades e grupos sociais habituais e, a partir de então, se estabelecem determinadas normas, dentro das quais comprovadamente se desenvolvem comportamentos mútuos e temporários, através de cujas barreiras nenhuma critica externa pode penetrar. 
Eles se comportam no âmbito de situações totais, para as quais a heterogeneidade social se torna o ambiente cotidiano comum.”   
( pág. 29 )
 
. Dados Sobre o Livro:

- Titulo Original: Klimakriege: Wofur im21. Jahrhundert getoter wird.
- Autor: Harald Welzer
- Editora: Geração
- 2ª Edição
- Ano: 2016
- 318 páginas
- Tradução de: William Lagos

- Adicione no Skoob: A Guerra da Água

. Sinopse:

Este livro impressionante e devastador nos informa que neste século 21 os homens não vão mais entrar em guerra, matar e morrer só por causa da economia, da religião e dos conflitos raciais, mas também em consequência das mudanças climáticas que podem tornar imensas áreas no planeta inúteis para a sobrevivência. Os espaços vitais disponíveis encolherão e provocarão conflitos armados permanentes. As guerras civis, os poderosos fluxos de refugiados e as injustiças atuais se aprofundarão. Ondas de refugiados climáticos e fugitivos do terrorismo vagarão às cegas pelo planeta. Harald Welzer nos aponta um cenário apocalíptico e adverte: o que estamos fazendo para conter o terror que se avizinha?

“ Em alguns destes e de outros conflitos futuros, as variações climáticas exercerão uma crescente influência sobre o problema da sobrevivência humana, alimentando ainda mais as chamas da dinâmica da violência; em outros terão um papel apenas limitado.” 
( pág. 165 )


Possível Realidade

       Fiquei impressionada com a leitura deste livro, por mostrar um lado real que jamais esquecerei.  
       As análises e as argumentações que Harald usou são sérias, avassaladoras e merece total atenção.
       Com uma escrita forte e objetiva, o escritor Harald Welzer, mostrou em A Guerra da Água o futuro que a humanidade está predestinada a viver. A partir deste século a população mundial irá entrar em guerras e vai matar ou morrer  não só por causa da economia, da religião e dos conflitos raciais, mas também por causa do clima.
        Harald argumenta que as mudanças climáticas como furacões, aquecimentos, resfriamentos, chuvas em excesso ou insuficiente, levará a sociedade sofrer consequências e desafios totalmente novos que terão efeitos profundos que fará o clima e a violência se inter-relacionarem.
        O autor também explora com detalhes períodos históricos como a guerra no oriente Médio expondo questões, conflitos nos recursos naturais e soluções radicais para problemas sociais no futuro.
        A água é um bem natural que pertence a todos os seres vivos, mas precisamos fazer nossa parte. Já estamos começando a sentir na pele as mudanças climáticas.
        Pode ser analise futurística, mas serve de alerta para o nosso mundo globalizado, pois as consequências são espantosas.
       Além de ter uma capa incrível que combina perfeitamente com o enredo, a  edição está  com a diagramação impecável  nas folhas brancas. Têm alguns gráficos sobre guerras e conflitos armados que já aconteceram com o grau de violência em cada país e mapas com variações climáticas  com possíveis suspeitas de novas formas de guerras, conflitos e crises.
       Enfim... A Guerra da água é uma leitura sugestiva que recomendo para todos os leitores.
       Vale a pena!
  
Livro fornecido gentilmente pela Geração Editorial e Blog Doces Letras.

“ O ponto crucial da modernidade funcional se baseia no fato de ela não tomar sobre si qualquer história de uma identidade esclerosante em que as pessoas se insiram como cidadãos e cidadãs e, sobre tal base, possam desenvolver o sentimento de uma identidade concreta de Nós.
 A história passa a ser recontada a partir do momento da criação da boa sociedade.”  
 ( pág. 286 )
  


      . Sobre o autor:
        O autor Harald Welzer, nascido em 1958, é diretor do Centro de Pesquisas Interdisciplinares sobre a Memória do Instituto de Ciências Culturais de Essen e professor-pesquisador na área de Psicologia Social da Universidade Witten/Herdecke, na Alemanha. Ele nos aponta um cenário apocalíptico e adverte: o que estamos fazendo para conter o terror que se avizinha?



   Essa resenha também está no blog Doces letras, onde participo como colaboradora do blog.



 
    .  Já leram A Guerra da Água?
    . Então antes de ir embora, deixa seu comentário. Vamos adorar lê-lo.