16 janeiro 2017

[ Book Tour ] Fascínio Egípcio II | Luciane Viera Z.



   Olá pessoal!
   Tudo bem?
   Hoje eu  trago para vocês a minha participação no Book Tour Fascínio Egípcio II escrito pela Luciane Viera Z e publicado pela Editora MODO.
   Venha conhecer minha resenha.



 " As cenas foram realmente muito fortes, mas isso reforça ainda mais minha convicção de que Naia não deveria estar aqui." 
( Pág. 27 ) 


. Dados Sobre o Livro:

 - Autora: Luciane Vieira Z.
- Editora: MODO
- 1ª Edição
- Ano: 2015
- 381 Páginas
- ISBN: 9788584050345
- Adicione no Skoob: Fascínio Egípcio II

. Sinopse:
Após os nefastos acontecimentos que abalaram o Egito, o país se encontra em meio a uma guerra. O Faraó, muito debilitado, não tem condições de liderar o exército.As ameaças de Rui fazem a princesa reagir. Ela se vê obrigada a levar seu filho pequeno à guerra. Suas preocupações ficam divididas entre a segurança de Horus e o que ouviu do deus Amon sobre Zeq. Procurando o sentido das palavras de Amon, ela se torna sua devota, assim a outrora descrente princesa agora coloca todas as suas esperanças no deus obscuro, crendo que de alguma forma ele venha a cumprir suas promessa e lhe devolva seu marido.No decorrer da história, Naia é manipulada, Armais tem que aprender a lidar com o poder, o segredo do Faraó vem à tona e a princesa tem o esperado encontro com o sedutor deus Amon.


" Amanhã mesmo comece a praticar com ela, não quero mais vê-lo treinando com a espada de madeira, você terá uma missão muito especial nesta guerra." 
( Pág. 63 ) 

Resenha do livro anterior: 


 Excelente!

      Novamente viajei para terras literárias de Fascínio Egípcio para conferir a continuação da história que a autora Luciane escreveu e ainda continuo amado a trama  de Naia e Zeq.
     A história começa exatamente onde terminou o primeiro livro, com todo o Antigo Egito no meio de uma guerra e o faraó sem condições de representar seu povo na guerra.
     Por direito Horus, filho de Naia  e Zeq, terei que representar o povo egípcio, porém ele ainda é uma criança. Sendo assim, Armais  fica encarregado de  conduzir os homens.
     Determinada Naia também parte para guerra, mesmo sentindo falta do Zeq, seu grande amor. Mas ela terá que fazer escolhas, porque a necessidade falará mais alto e o destino não dará outra opção para Naia. 
     Enquanto isso Rui com uma total sede de poder, coloca seu plano em pratica. Destruindo todos pela frente, sem medir esforços e disposto a tudo para alcançar a vitória que tanto deseja.
    O livro todo é repleto de emoções e de reviravoltas que surpreende inteiramente, pois além do romance, Luciane apresentou características do antigo Egito com bastante detalhe. Mostrou claramente que ela fez uma pesquisa maravilhosa dos costumes e da cultura do povo egípcio.
    A história contém vários momentos emocionantes, mostrando os sentimentos dos personagens que por sinal, amadureceram bastante. Especialmente Zeq que ficou mais humilde deixando um pouco de lado seu egoísmo mostrado no primeiro livro.
    Naia também surpreendeu bastante com sua fibra e garra. Foi uma verdadeira guerreira. Já Armais ganhou um importante papel na história. Confesso que fiquei um pouquinho decepcionada com ele por causa das suas escolhas, mas durante a leitura fui compreendendo os motivos.
    O desfecho conseguiu arrancar lágrimas dos olhos, não imaginava que iria deparar  com segredos, tragédias e acontecimentos inesperados.  Com certeza é uma duologia que superou todas as minhas expectativas.
    A capa corresponde com a história e combina com a capa do primeiro volume. A diagramação está muito boa nas folhas amareladas. Cada início de capítulo possui imagens egípcias. Afirmo que está uma edição bem caprichada.
   Quero muito agradecer a organizadora do Book Tour Sammysam do blog Da Imaginação à Escrita e a autora Luciane pela oportunidade de ter conhecido uma história tão emocionante e diferente do que estou acostumada a ler.
   Sem dúvida alguma, é um livro que merece ser lido juntamente com o primeiro volume!

 " Os olhos de Naia encheram-se de lágrimas. Ela não podia supor que alguém a havia visto chorando. Era lógico que andava lutando para se manter longe de Zeq, mas depois do que havia ouvido na festa de casamento havia ficando ainda mais difícil ir contra a vontade de seu coração." 
( pág. 357 )


   
   . Sobre a Autora:



     Luciane Vieira Z nasceu em São Paulo. Sempre gostou de ler quando estava no terceiro ano da escola houve um concurso de redação na escola, a professora ensinou como era a estrutura dos versos e poemas em seguida mandou os alunos criarem, Luciane tirou o segundo lugar da escola com o poema o jardim da flor e o jardim do amor a partir desta iniciativa da escola passou também a escrever poemas e versos. Em 1991 iniciou a faculdade de direito, trabalhou na área pública até 2000, quando saiu pensou em realizar algum trabalho provisório em que lhe permitisse conciliar sua vontade de escrever, encontrou na pesquisa de mercado os meios que ansiava. O que ela não supunha era que a pesquisa lhe proporcionasse conhecer a história de vida de milhares de pessoas, conversando todos os dias com pessoas de cultos, classes sociais e dificuldades totalmente antagônicas do Oiapoque ao Chuí a riqueza de informações trazidas pelos relatos das pessoas fazia sua mente fervilhar de ideias, mas colocar no papel um romance tornou-se uma dificuldade, que foi vencida anos mais tarde quando leu uma história egípcia, fascinada com o Antigo Egito leu vários livros a respeito fez uma pesquisa minuciosa o que deu origem ao livro Fascínio Egípcio. 
 

    .  Já leu Fascínio Egípcio II?
    . Então me conta o que achou dele.  Vou adorar ler seu comentário.


 renata massa