12 fevereiro 2017

[ Poema ] Desafio de Leitura #12mesesdepoe – A Adormecida



   Olá Pessoal!
   Tudo bem?
   Hoje eu estou trazendo o segundo poema do projeto de Leitura Coletiva das Obras de Edgar Allan Poe, organizado pelo Blog da Anna Costa.
    Além da resenha do conto do mês, eu resolvi deixar no blog o poema de cada mês, que iremos ler para vocês também possam conhecer um pouco mais as obras de Poe.
    Espero que gostem. É lindo!





Poema de Fevereiro


A ADORMECIDA 


I
À meia-noite, ao sexto mês
A áurea lua em minha tez.
De sua orbe um vapor
Exprime orvalho em torpor,
Pingando suave ali perfaz,
No topo da montanha, paz.
Dormente esta névoa vem
Enquanto cobre o vale além.
À cripta pende o alecrim
E os lírios sobre o mar carmim,
Neblina envolve o busto teu,
Ruína que repousa ao breu;
O lago, afim a Lete o rio,
O léu, alerta, assumiu,
Do sono então jamais saiu.
As Belas dormem! – vê! Jazer,
Irene, tua Sina sê! 


II
Amada! Podes me assentir
P’ra noite a janela abrir?
O ar alegre e fugaz
Por copas verdes tranças faz –
O ar etéreo, em carretel,
Perpassa por teu mausoléu,
Enleia o véu de ondas em
Espasmos – temerosos – bem
Acima do tenaz caixão
Que encerra ali teu coração,
Tal como assombrações em gris,
As sombras perambulam vis.
Querida, não temeis o mal?
Quais são teus sonhos, afinal?
Pois de país distante vens
E toda atenção reténs!
Estranha a tua alvura é,
Estranhas mechas tens, até
Estranha é a tua fé! 


III
Que a dama possa repousar,
Seu sono o céu a vigiar
E profundo venha a ficar!
O leito torna-se um calvário
E o mausoléu um santuário.
Que para sempre, eu peço a Deus,
Cerrados olhos sejam teus
A os fantasmas camafeus! 


IV
O meu amor a repousar,
Os vermes sobre ti passar
E teu descanso aprofundar!
Floresta adentro, que algum
Jazigo, belo, incomum,
Suas portas abra para ti
E que, imponente, possa ali,
Zelar por ti sob os umbrais
De familiares ancestrais.
De sua infância o que restou
Foi a memória que bradou
Das muitas pedras que jogou
Na porta que jamais irá
Algum ruído ecoar lá.
Criança, sabes que a voz
Dos mortos é um som atroz.


Recomendo que leiam as obras de Edgar Allan Poe, vale muito a pena. Essa semana trago a resenha do conto Os Fatos do Caso do Sr. Valdemar  para concluir o desafio #12mesesdepoe do mês de Fevereiro. 


   . Já conhecia esse poema?
   . Então me conta o que achou dele. Vou adorar ler seu comentário.


 renata massa