21 março 2017

[ Lançamento ] Max – Sarah Cohen-Scali



   Olá pessoal!
   Tudo bem?
   Hoje eu trago uma dica de leitura que contém uma sinopse bem interessante. Conheça um pouco sobre Max escrito pela Sarah Cohen-Scali publicado pela editora Jangada.





"Nasci no dia do aniversário do nosso Führer para ser o modelo da raça superior.
E mesmo sabendo que era um predestinado, não levou muito tempo para que minhas crenças começassem, lentamente, a desmoronar..."


Max é o protótipo perfeito do programa "Lebensborn" iniciado por Himmler, o comandante supremo da temível SS. Mulheres selecionadas pelos nazistas dão à luz os primeiros representantes puros da raça ariana, destinados a regenerar a Alemanha depois que a Europa estiver ocupada pelo Terceiro Reich. Max, alimentado desde o útero com a doutrina nazista, é um bebê criado para ser o primogênito dessa nova geração. Rebatizado como Konrad, ele cresce sem mãe, sem afeição ou ternura, de acordo com os preceitos educacionais nazistas. Aos 4 anos, ele se torna "mascote" do Heim, o lar das crianças Lebensborn. É usado para raptar crianças polonesas e presencia horrores cometidos pelos nazistas a sangue-frio. Aos 6 anos ele é levado para Kalish, uma "escola" para crianças polonesas que passaram pelo filtro racial SS. É ali que conhece Lukas, um judeu polonês rebelde, mas com todas as características físicas de um ariano.
Konrad fica amigo de Lukas. Pela primeira vez na vida, ele se sente ligado a outro ser humano. A partir desse momento, suas crenças nazistas começam lentamente a desmoronar. Konrad/Max sofrerá muitas provações e passará a ver o mundo de uma forma diferente, até o final apocalíptico da Segunda Guerra Mundial.


ONDE COMPRAR:

"Concebido sem amor. Sem Deus. Sem lei. Sem nada além da força e da raiva. Morderei em vez de sugar. Berrarei em vez de balbuciar. Odiarei em vez de amar. Heil Hitler!"



   Gostaram do lançamento da Jangada?
   Eu achei o tema bem interessante.
   Então antes de ir embora deixa um comentário, vou adorar conhecer sua opinião.



 renata massa