19 junho 2017

[ Resenha ] A Tal Senhora Marjorie | Marih Macar



  Olá pessoal!
  Tudo bem?
  Hoje eu trago para vocês a resenha  do romance A Tal Senhora Marjorie. Um livro escrito pela autora Marih Macar, que também já publicou As Amazonas das Montanhas e está sendo publicado pela EllA Editorial.


 
“ Ela estava olhando pela janela quando uma lágrima veio molhar seu rosto. Estava cansada da solidão, dos olhares acusadores das pessoas.” 
 ( pág. 07 ) 
 


. Dados Sobre o Livro:

. Título: A tal senhora Marjorie
. Autora: Marih Macar
. Editora: Ella
. Páginas: 200
. Ano: 2016
. 1ª Edição
. ISBN: 978-85-8405-081-9
. Sinopse: Uma bela e misteriosa mulher é acusada de ter cometido um crime brutal, o qual nega com veemência. Para ajudá-la, apenas Bianca que, apaixonada, encontra-se disposta a tudo para provar a inocência da estranha mulher. “Ela é uma mulher fatalmente sedutora... Era uma conquistadora implacável, antes de ser aprisionada naquela cadeira... Ela está manipulando você... Tome cuidado..." - A Tal Senhora Marjorie. 




“ Ainda não sei... Mas vou descobrir o culpado... Preciso mandá-lo para o inferno, para que Agatha possa descansar em paz...” 
 ( pág. 33 )

  Bom.

     Ler o livro A Tal Senhora Marjorie proporcionou alguns momentos aprazíveis e tem potencial para agradar aqueles leitores que gostam de romances GLBT de forma leve.
     A história começa com a Marjorie, uma empresária bem sucedida sentada numa cadeira  de rodas observando a paisagem pela janela  de sua mansão e chorando por causa da solidão e pelo cansaço dos olhares acusadores das pessoas.
     Há quatro anos  Ágatha, o grande amor de Marjorie, foi assassinada de forma misteriosa. Nesta mesma época Marjorie tornou-se  suspeita do crime, pois estava na cena do crime. No entanto ficou paraplégica e por causa do sofrimento transformou-se  uma mulher amarga, fria e tão exigente que era difícil uma secretária permanecer no emprego por muito tempo.
     No dia seguinte Vítor, um funcionário de confiança de Marjorie foi até a cidade buscar Bianca, a nova secretária contratada pelo David, irmão de Marjorie contra a vontade dela. Bianca carrega um passado cheio de traumas e com o novo emprego, ela tinha esperanças de um novo recomeço.
     Após alguns dias, Bianca e Marjorie acabam se apaixonando uma pela outra, contudo Marjorie  tem medo de entrega-se  a paixão com receio de está saindo do objetivo de descobrir quem matou Ágatha. 
      Enquanto isso Bianca  descobre Marjorie está  aguardando o julgamento em casa por causa do habeas corpus e por causa da paixão está disposta à provar a inocência de seu grande amor.
     Quando recebi o livro A Tal Senhora Marjorie eu fiquei  um pouco curiosa com a história que eu poderia encontrar. Já esperava um romance adulto, pois conheço a escrita da Marih Macar através dos dois livros As Amazonas das Montanhas e na capa do livro A Tal Senhora Marjorie consta que é um romance policial, acabei criando uma expectativa de um enredo diferente que a autora proporciona.
     A autora focou mais no romance entre Marjorie e  Bianca e não deu prioridade os trechos sobre o mistério do assassinato de Ágatha. Deixou para desenvolver nos capítulos finais e o livro ficou a sensação de um enredo fraco,  e bem corrido, incluindo personagens para ajudar no desfecho da histórias.
    Não é um romance ruim, o final é bom, mas a autora poderia ter explorado mais o mistério que a trama contém, nas investigações da Bianca para ajudar a Marjorie e nos personagens secundários que ficaram um pouco vago no enredo.
    A diagramação está boa, a fonte é bem confortável nas folhas amareladas, isso ajuda a leitura desenvolver rapidamente.  A capa é agradável e corresponde com a história. No início de cada capítulo contém uma ilustração que corresponde o casarão da Marjorie, além de serem curtos.
   Enfim, finalizo minha opinião recomendando este romance para leitores que gostam de histórias leves, com personagens homossexuais e sem exagerado nas cenas hots. 



Livro fornecido gentilmente pela Ella Editorial.

“Bianca, eu vou ser condenada... Não há mais tempo de provar minha inocência e você sabe disso! Mas quero que continue tentando... Entenda! Você é a única pessoa que confio...”
 ( pág. 80 )



    . Sobre a autora:

      Marih Macar nasceu em São Paulo formou-se em Jornalismo e em Letras. Trabalhou em duas extintas revistas eróticas e prestou serviços free-lancer como jornalista retratando a vida noturna de sua cidade. Escreveu e publicou por conta própria um romance de cunho policial, intitulado “A tal senhora Marjorie”. Atualmente mora na cidade de Praia Grande, litoral de SP.


      Já leram A Tal Senhora Marjorie?
      Comente sobre ele. Sua opinião é muito importante para o blog.
      Deixe seu link para que eu possa retribuir.
      Obrigada e volte sempre.