28 de julho de 2018

[ Lançamentos ] Julho no Grupo Autêntica


  Olá pessoal!
  Tudo bem?
  Hoje eu vou apresentar alguns lançamentos do Grupo Autêntica para o mês de Julho.





Título: Gritos no silêncio
Título original: Silent Scream
Autora: Angela Marsons
Tradução: Marcelo Hauck
Páginas: 320
ISBN: 9788582355213
Área temática: Ficção
Editora Gutenberg
Edição: 1
Sinopse: Os segredos mais obscuros não podem ficar enterrados para sempre…
Na escuridão da noite, cinco figuras se revezam para cavar uma sepultura, um pequeno buraco em que enterram os restos de uma vida inocente. Ninguém diz nada, e um pacto de sangue os une…
Anos mais tarde, Teresa Wyatt é brutalmente assassinada na banheira da sua casa, e, depois disso, mais mortes violentas começam a acontecer. Todas as vítimas têm algo em comum, e a detetive que encabeça o caso, Kim Stone, logo percebe que a chave para deter o assassino que está semeando o pânico na cidade é resolver um crime do passado.
Só o que ela sabe é que alguém esconde um segredo e está disposto a fazer qualquer coisa para que nada seja revelado.




Título: Eu terei sumido na escuridão
Título original: I’ll Be Gone in the Dark
Autora: Michelle McNamara
Tradução: Luis Reyes Gil
Páginas: 352
ISBN: 9788582864722
Área temática: True Crime
Editora Vestígio
Edição: 1
Sinopse: Por mais de dez anos, um criminoso sexual misterioso e brutal violentou cinquenta pessoas no norte da Califórnia antes de se transferir para o sul, onde cometeu dez assassinatos perversos. Em 1986, desapareceu, evitando sua captura por 30 anos.
Ao longo dessas três décadas, Michelle McNamara, uma jornalista investigativa que criou o popular website TrueCrimeDiary.com, se dedicou ao caso, determinada a encontrar o psicopata cruel que ela chamava de “Golden State Killer”, ou “Assassino do Estado Dourado”. Michelle se debruçou sobre relatórios policiais, entrevistou vítimas e mergulhou em comunidades online de pessoas tão obcecadas com o caso quanto ela. Sua investigação resultou em Eu terei sumido na escuridão, uma verdadeira obra-prima que apresenta um retrato emocional de um período da história americana e uma narrativa arrepiante sobre a obstinação de uma mulher em sua busca incansável pela verdade. Em 2018, meses após a publicação do livro nos Estados Unidos, Joseph James DeAngelo foi preso em Sacramento, Califórnia, finalmente identificado por meio de testes de DNA. McNamara, que fazia uso de medicamentos para ansiedade e transtorno do pânico, morreu de um mal súbito em 2016, aos 46 anos, e não pôde vivenciar seu triunfo. Mas, sem dúvida, seu trabalho ficará marcado como um clássico do true crime, e a obra que ajudou a lançar luz sobre o mistério do Golden State Killer.




Título: Ousadas Vol. 1 - Mulheres que só fazem o que querem
Título original: Culottées Tome 1
Autora: Pénélope Bagieu
Tradução: Fernando Scheibe
Páginas: 144
ISBN: 9788582864661
Área temática: Graphic novels
Editora Nemo
Sinopse: Margaret, atriz “aterrorizante”, especializada nos papéis mais perversos de Hollywood; Agnodice, ginecologista da Grécia Antiga que teve de se disfarçar de homem para exercer a profissão; Lozen, mulher Apache, guerreira e xamã…
Pénélope Bagieu traça, com humor e sagacidade, quinze retratos de mulheres excepcionais que enfrentaram a pressão social de seu tempo e se tornaram donas de seus próprios destinos.




Título: Quarteto mágico – Contos
Organização: Murilo Rubião, José J. Veiga, Campos de Carvalho, Victor Giudice
Miguel Conde
Páginas: 176
ISBN: 9788551303863
Área temática: Literatura Brasileira
Autêntica Editora
Edição: 1
Sinopse: DOS QUATRO AUTORES reunidos neste livro, pode-se dizer que são todos estranhos, ainda que cada um à sua maneira. Considere os personagens que se encontram nas páginas a seguir: um sujeito que compra um apito para controlar o trânsito dos pedestres debaixo da sua janela, uma senhora atropelada que estoura “como papo de anjo”, um coelho que vira homem e um homem que vira um arquivo de metal.
Pondo logo de saída as cartas na mesa, cabe a advertência: não se espante, leitor, se essas histórias fugirem aos bons costumes da verossimilhança, da medida justa da expressão ou da sequência certeira de episódios que costumamos atribuir às histórias “bem-amarradas”. Melhor aqui pensar naquele parafuso meio solto que leva algumas histórias à vizinhança do absurdo e do disparate, aos detalhes extravagantes e tipos bizarros, aos silogismos em que premissas e conclusões estão sempre fora de lugar.





  Gostaram dos lançamentos do Grupo Autêntica?
  Tem interesse em lê-los?
   Então deixa sua opinião nos comentários. Vou adorar conhecê-la.