12 de setembro de 2018

[ Resenha ] Nos Braços do Roqueiro | Terri Anne Browning


  Olá pessoal!
  Tudo bem?
  Hoje eu trago a resenha do livro Nos Braços do Roqueiro escrito pela Terri Anne Browning e publicado pela Bezz Editora.


- Título: Nos Braços do Roqueiro
- Título Original: Who Holds Me
- Autor: Terri Anne Browning
- Série: The Rocker
- Editora: Bezz
- 1ª Edição
- Ano: 2016
- 148 Páginas
- ISBN: 978-85-68695-28-9
- Tradução de: S. Ferreira
- Sinopse: Sair em turnê com quatro roqueiros parece um sonho... Pelo menos é o que as pessoas me dizem. Para mim, esses quatro roqueiros são a minha família. Cuidam de mim desde meus cinco anos de idade, protegendo-me da minha mãe e de seus episódios de fúria quando estava bêbada e drogada. Mesmo depois de famosos, continuaram cuidando de mim. E quando meu monstro de mãe morreu, eles se tornaram meus
guardiões. Há seis anos eu cuido dos quatro homens que são tudo para mim. Tomo conta deles da mesma maneira que sempre cuidaram de mim. Resolvo tudo, até as sujeiras dos bastidores da vida de um roqueiro. Nem sempre é bonito. Às vezes, chega a ser quase repugnante, principalmente quando tenho que me livrar das transas aleatórias. Ugh! E se apaixonar por um roqueiro NÃO é inteligente. Tudo bem, então não sou inteligente. Eu amo os meus garotos, e um deles, meio que tem meu coração em sua, grande e calejada, mão roqueira.

Livro recebido gentilmente pela Editora Bezz.

Muito Bom!


     Nos braços do Roqueiro é o primeiro livro da série The Rocker e estreia da autora Terri Anne Browning, que trouxe uma história bacana de ler, mas devo confessar que merecia mais páginas. 

     A história começa com a Emmie Jameson narrando a difícil infância que teve ao lado de uma mãe que consumia drogas e bastante violenta. Na ocasião, ela vivia numa comunidade de trailers e sempre que apanhava da mãe, mas Emmie era protegida por quatro rapazes que eram seus vizinhos e cuidavam dela como fosse irmã deles. 

    Na época os quatro rapazes, Nik, Jesse, Shane e Drake tinham uma banda de rock, com o tempo eles assinaram um contrato com empresário Rich Branson e passaram a viajar em turnês, porém não podiam levar Emmie aos shows. Mas  continuaram cuidando dela, mandando dinheiro, presentes e ligavam para certificar que alguém estava protegendo Emmie dos abusos da própria mãe. 

    Quando a mãe de Emmie morreu, a jovem estava com 15 anos e os rapazes imediatamente, conversaram com o serviço social pedindo a guarda permanente  de Emmie, alegando que o lugar dela era ao lado deles. Sendo menor de idade e sem familiares, o serviço social concedeu a guarda de Emmie para eles e rapidamente os rapazes organizaram tudo para a moça acompanha-los nas viagens e continuar seus estudos on-line. 

    Agora com 21 anos,  Emmie trabalha cuidando de todos os interesses da banda Demon’s Wings. Organizando tudo, desde a vida profissional, pessoal de cada um e ainda ajudando o empresário Rich Branson, que passou apenas capitaliza os lucros da banda. Há um tempo Emmie está sentindo-se esgotada pela rotina de trabalho e anda passando mal. Como tem pavor de ir ao médico, ela prefere esconder do Nik, Jesse, Shane e Drake, os sintomas que vem sentindo ultimamente. 

     Porém durante um show Nik, o vocalista da  banda, surpreende os fãs com uma música romântica, diferente das músicas que  Demon’s Wings tocava nos shows. Emmie acaba ficando desiludida com a notícia que Nik pode está apaixonado por uma mulher desconhecida e Emmie desmaia perto do Axton Cage, vocalista de outra banda e amigo dos rapazes, que está nos bastidores assistindo o show. 

    Durante a leitura dá para notar que a autora optou em ter uma história leve e curta neste primeiro volume, sem enrolação e direta ao ponto. No entanto, a história ficou muito acelerada e teve dois pontos fracos durante o desenvolvimento. Não chega atrapalhar o enredo, mas acho que ela poderia ter explorado mais e conquistado um romance maravilhoso entre Nik e Emmie. 

    Os personagens são bem receptíveis com a história, cada rapaz da banda possui uma personalidade que prende e despertar uma curiosidade para continuar lendo a série. Acho que os irmãos Drake e Shane irão esquentar bastante a série, porém minha atenção ficou em Jesse porque ele protegia a Emmie da mesma maneira que Nik e fiquei curiosa para ter a versão dele. 

     O romance entre Nik e Emmie  proporcionaram  poucas cenas quentes e uma reviravolta bem leve, o foco do casal foi mostrar a paixão que um sentia pelo outro antes de assumirem abertamente para os outros membros da banda. Nik foi um roqueiro bem tranquilo de lidar, não deu nenhuma dor de cabeça para Emmie. 

    Já Emmie  deu alguns chiliques desnecessários e no momento errado. Nik estava perdidamente apaixonado por ela, bastava Emmie conversar que com Nik, que o roqueiro aceitaria numa boa todas as vontades dela. Mas aceitei a situação para embarcar na história porque o enredo me conquistou. 

    A  diagramação está muito boa, a capa possui uma textura aveludada, as folhas são amareladas do papel pólen e cada início de capítulo contém a imagem do casal que está na capa do livro. 

    Particularmente gostei da história. Foi uma leitura bem gostosa e claro que desejo continuar acompanhando a série. Recomendo o livro para todos leitores que gostam de romance rápida de ser lido e histórias sensuais.

“ Doce Emmie, ainda tão cega. Como posso abrir seus olhos, menina? Você precisa que eu soletre? Tenho sido um bobo por não perceber que você simplesmente não consegue enxergar o que fez comigo.”  
 ( Nik – pág. 139 )


   Sobre a Autora:
   Terri Anne Browning é apaixonada pela leitura desde que a tia deu o primeiro romance para ela. Terri foi ficando entediada por apenas ler. Ela queria controlar os personagens, transforma-los em quem ela queria, assim não decepcionaria com os finais. A ideia era ótima, mas logo percebeu que não era fácil. Os personagens controlam o autor. O bom é que  isso faz parte da diversão ao criar uma nova história. Observar o que essas pessoas podem enfrentar, em sua jornada para encontrar sua alma gêmea e dessa forma tornou-se a nova paixão de Terri. Depois foi só começar a incorporar seu amor pela música – o rock em particular – assim o sonho dela tornou-se realidade.

   Já leu Nos Braços do Roqueiro?
   Tem interesse em lê-lo?
   Então conte o que achou dele. Vou adorar ler seu comentário.