16 março 2015

[ Crítica ] Os Garotos Perdidos



    Olá pessoal!
    Tudo bem?
    Hoje eu quero conversar com vocês sobre um filme que simplesmente adoro e merece  um destaque bem legal aqui no blog. Vocês conhecem o filme The Lost Boys ou melhor Os Garotos Perdidos?
    Então se preparem porque vou contar um pouquinho sobre eles, mas podem ficar tranquilos, não vou revelar o filme todo.






Título: Os Garotos Perdidos
Título Original: The Lost Boys
Ano: 1988
Dirigido por: Joel Schumacher
Elenco: Jason Patric, Corey Haim, Dianne Wiest, Corey Feldman, Kiefer Sutherland e outros
Duração: 1 h e 38 min
Sinopse: Lucy (Dianne Wiest) vai morar com Michael (Jason Patric) e Sam (Corey Haim), seus filhos, em Santa Clara, uma cidade que tem muitos jovens desaparecidos. Logo os dois irmãos descobrem que uma gangue de motoqueiros está mais morta do que viva, pois estão se transformando em vampiros. Sam tem que trabalhar rápido, pois Michael está se apaixonando por Star (Jami Gertz), uma destas criaturas, e está gradualmente se tornando um deles.









 Gostinho dos Anos 80

      Com toques de terror e comédia Os Garotos Perdidos, filme lançado em 1987  e dirigido Joel Schumacher é aquele tipo história que não poderia deixar de lado, pois é um dos meus filmes preferidos que deixa um gostinho de  saudades dos anos 80.
     Ultimamente alguns  filmes que contém vampiros estão desgostosos e deixando a desejar, mas essa criatura da escuridão sempre foi e será uma das minhas favoritas e não posso negar, eles sabem seduzir mesmo não sendo bonitos fisicamente.
     Depois de enfrentar um divorcio, a recém divorciada Lucy retorna para casa do pai  em Santa Carla, cidade no litoral da Califórnia, juntamente com seus dois filhos adolescentes  Michael  e Sam. Ao chegarem à casa do avô e já instalados, rapidamente os rapazes querem adaptar a região, conhecendo a cidade e também se divertindo.



     Enquanto Sam, um verdadeiro fã de quadrinhos, começou uma amizade com os irmãos Edgar  e Alan Frog, donos de uma loja de quadrinhos. Além de ser presenteado com uma revista em quadrinhos sobre vampiros, Sam é alertado pelos irmãos  Frog sobre a cidade estar dominada pelos vampiros.
     Michael acaba seguindo um caminho diferente. Fica encantado por uma moça envolvente e  misteriosa chamada Star. Ela faz parte de uma turma de motoqueiros rebeldes liderada pelo David. No entanto  Michael fica interessado em fazer parte do grupo e segue eles  até uma caverna, onde David oferece para Michael uma bebida totalmente estranha que conduzirá o rapaz para um ritual de vampirização.
     O filme é um perfeito estilo cult com vampiros que bebiam sangue, dormiam durante o dia e só apareciam quando anoitecia e dormiam em cavernas como morcegos de verdade. O vampiro David liderava os outros vampiros assustando alguns moradores da cidade, eram marginalizados, andavam de motos e mostravam que os  vampiros eram destemidos e delinquentes.
 


      Hoje em dia, o filme tornou-se um dos clássicos que adoro matar saudades e ainda diverte bastante. Os caçadores de vampiros provocavam mortes sensacionais nas criaturas das trevas. Destaco a morte de um dos membros da gangue do David morrendo na banheira da casa do avô de Michael e Sam.
     Os Garotos Perdidos não tem a tecnologia dos efeitos especiais como a maioria dos filmes atuais, mas não deixa de ser interessante com ótimas cenas e maquiagem perfeita que deixava as  criaturas noturnas bem medonhas.
     Enfim, pra os leitores que gostam filmes e têm mais de 30 anos, assim como eu, Os Garotos Perdidos, sem duvida nenhuma é   uma  diversão em forma de terror.
     Agora, para quem ainda não conhece, eu afirmo que vale a pena, principalmente para aqueles que apreciam vampiros. Reserve um tempo e confira o filme porque é ótimo, além de ter uma trilha sonora fantástica.





     Já assistiu Os Garotos Perdidos?
     Então  deixa seu comentário sobre o filme.
     Vou adorar ler sua opinião.