31 julho 2017

[ Resenha ] Nildrien – O Pergaminho | Manoel Batista



   Olá pessoal!
   Tudo bem?
   Hoje eu trago para vocês a resenha do livro Nildrien – O  Pergaminho, escrito pelo autor nacional Manoel Batista e foi publicado pela editora Novo Século.



“ Nos últimos tempos a Ilha do Trovão também conhecida mundialmente como lar de um dos maiores hérois do mundo na última grande guerra, Haoru Thunhak. Nascido no grande reino samurais, Hedo, Haoru fora de fundamental importância  para a vitória do movimento conhecido como A União de Reinos sobre as terríveis forças de Asenhar que tentaram dominar Nildrien.” 
 ( pág. 07 )




. Dados Sobre o Livro:

- Autor: Manoel Batista
- Editora: Novo Século
- Ano: 2015
- 1ª Edição
- 588 Páginas
- ISBN: 978-85-428-0643-4
- Sinopse: Em um mundo de fantasia medieval, o despertar de uma poderosa energia em uma caverna milenar e remota faz com que os mais poderosos reinos de Nildrien se mobilizem para conseguir o artefato portador do poder: um antigo pergaminho criado pelo maior de todos os magos, contendo feitiços capazes de afetar o equilíbrio mundial. Sem poder enviar seus mais experientes e poderosos membros, resta às forças de reinos aliados formarem um grupo de jovens aventureiros para enviá-los ao maior desafio de suas vidas: uma aventura entre guerreiros, magos e monstros que dividem um cenário onde o fantástico e a magia se mostram mais presentes do que nunca. Uma jornada que mudará para sempre a vida desses jovens, repleta de drama, ação e humor.




"No caminho de volta para sua pomposa mansão na rua dos nobres, as ruas de Nalim estavam desertas e até mesmo por isso uma figura diferente facilmente atraiu sua atenção."
 ( pág. 131 )


Um Calhamaço Incrível

     Com uma narrativa rica e ao mesmo tempo bastante criativa no gênero fantasia, o livro Nidrien – O Pergaminho,  conseguiu me  envolver  numa  aventura maravilhosa em uma perigosa busca incansável pelo poder.
    A história começa quando um grupo de mineradores da Vila Drend enfrentando uma expedição no reino de Nalim, quando explodiram a caverna antiga e descobrindo o esconderijo do pergaminho muito poderoso que o Arkross Shawron, o maior mago de Nildrien escondeu  há muitos anos.
    Além de esconder o pergaminho cobiçado por todos os reinos, nesta caverna tenebrosa  também  escondia alguns monstros perigosos e o grupo acabou sendo atacado por essas criaturas terríveis durante a expedição, deixando apenas dois mineradores sobreviventes.
    Contudo o minerador Albont ficou completamente cego pela ganância e estrangulou até a morte o outro minerador para ser o único conhecedor do caminho da fortuna. Mas antes de retornar  para Drend, Albont resolveu criar  um mapa para guiar  por dentro da Caverna Antiga e iria vendê-lo para  algum mercenário que sempre passava pela vila.
    Não demorou muito para Albont negociar o mapa com um líder de  mercenários. Entretanto o mapa cai nas mãos de um membro  do reino de Asenhar. Esse reino das trevas  decide enviar  sete guerreiros poderosos  em  busca do Pergaminho de Arkross, obrigando o reino de Nalim montar  uma equipe de guerreiros  para impedir que o grupo das Trevas consiga pôr as mãos no pergaminho.    
   Nildrien é aquele tipo de livro que o leitor precisa curtir cada página, acompanhando a jornada e absorvendo todos os detalhes de como o mundo de Nildrien funciona. Isso deixou a  leitura prazerosa e com muita qualidade.
   Por ser um calhamaço incrível e conter uma história bem desenvolvida, ele possui todos os elementos que consegue transportar o leitor para uma aventura medieval, mas aconselho que leia no seu próprio ritmo, sem preocupação de estar demorando com a leitura. Pode ter certeza, a imaginação será fisgada completamente.
   Pelo fato de ter várias informações importantes que apresenta o mundo que Manoel criou, têm aproximadamente quinze heróis, vários vilões para o leitor conhecer e muitos personagens. Então, eu recomendo que o leitor tenha um pouco mais de atenção durante a leitura para não ficar perdido nos detalhes.
  Todos os personagens são dignos de respeito, possuem personalidades marcantes, mas comentar cada um deles, minha opinião ficaria longa demais, porém vou destacar os personagens que foram inesquecíveis durante a leitura. Damian, Karson, Lóris, Gareth e Josh são personagens de reinos diferentes, que  mostraram suas determinações e foram corajosos, além de revelarem segredos bem interessantes.
  Achei a capa bonita, no entanto é bem simples para um livro que contém um conteúdo maravilhoso. Tomara que o próximo livro, a capa seja mais caprichada. A diagramação está muito boa nas folhas do papel Lux Cream e não tem nenhuma imagem ou mapa. Particularmente, seria muito bom se tivesse mapa para ter uma ideia da localização dos reinos.
  Enfim, sei que Nildrien não é estilo de leitura para alguns  leitores, mas  para aqueles que desejam aventurar-se  numa fantasia ou que gostaram da premissa do livro, ele consegue cativar. Espero que tenham a oportunidade de conferi-lo, pois vale a pena.



Livro fornecido gentilmente pelo autor Manoel Batista

“ Neste momento, estranhamente o nobre sentiu uma terrível e poderosa energia, compactando-se dentro daquelas folhas, como se estivesse sendo sugada ali para dentro.”   
( pág. 543 )



   
      Eu escolhi esse livro para fazer parte do Desafio 12 Meses Literários. Quem está participando do desafio, em Junho, precisava ler  um livro com mais de 300 páginas. Sou um pouco atrasada com o item de Junho, mas foi por uma ótima razão, Nildrien tinha que ser uma leitura prazerosa para curtir o universo que o autor criou com muita criatividade.
 

    . Sobre o Autor:

    Manoel Batista é um escritor e roteirista natural de Santos (SP). Desde a infância sempre foi um aficionado por enredos de fantasia e ficção, desenvolvendo suas histórias e personagens. Apresentado aos fantásticos cenários de RPG, buscou inspiração e viu a oportunidade de dar vida a seus mundos, personagens e tramas. Cursou História e teve diversos empregos, mas encontrou na escrita e na narração de histórias sua verdadeira e definitiva paixão. 




   Já leu Nildrien – O Pergaminho?
    Comente sobre ele. Sua opinião é muito importante para o blog.
   Deixe seu link para que eu possa retribuir.
   Obrigada e volte sempre. 




 renata massa